Facebook

Veja 10 ferramentas para ajudar no controle de estoque!

O estoque é um dos pilares mais importantes da empresa. Sem a gestão correta dos produtos, insumos e materiais, os profissionais não conseguem ter um controle de produção, saber qual é a quantidade de itens que podem ser vendidos, o que está em falta nas prateleiras e nem qual é o preço justo para comercializar as mercadorias. 

Ou seja, a empresa pode ficar sem controle e, no fim, acabar tendo de pagar um alto preço por isso. 

Não sabe como melhorar a gestão de estoque e nem como a tecnologia pode ajudar você nessa operação? Veja, neste post, qual é a importância do controle de estoque e como é possível melhorar o gerenciamento e reduzir os custos de estocagem com o auxílio de algumas ferramentas. Confira!

Qual é a importância do controle de estoque?


Realizar o controle de estoque é fundamental para a saúde financeira de um negócio. Isso porque, se os produtos, insumos e materiais acabam ficando muito tempo parado nas prateleiras, o dinheiro não circula e a empresa acaba tendo de gastar uma quantia alta com a armazenagem. 

Cada método de gestão de estoque irá depender do perfil de negócio. Porém, indiferente do nicho de atuação, o importante é tomar os cuidados necessários para que os depósitos tenham um ciclo de atividade mais saudável. Isto é, com um controle adequado sobre as entradas, saídas, matérias-primas e o armazenamento dos itens. 

Entre os principais benefícios de gerenciar o estoque, destacam-se:

Aprimoramento do espaço físico;
Mais controle sobre o ciclo das atividades;
Atendimento contínuo dos pedidos;
Redução de custos; 
Aumento na margem de lucro;
Formulação de ações e estratégias mais eficientes;
Melhor saúde financeira da empresa;
Redução de despesas com armazenagem;
Diminuição no atraso das entregas;
Maior aproveitamento de capital.
 
Agora que você já sabe a importância de controlar o estoque, que tal conhecer algumas ferramentas para ajudar nessa operação? 
 
10 ferramentas que auxiliam no controle de estoque

 
Por exigir uma série de cuidados — como o controle contínuo das mercadorias e insumos, a análise precisa das informações, cadastramentos e atualizações de dados —, muitos profissionais de gestão ficam confusos ou não sabem como gerenciar os seus estoques corretamente. 

Contudo, hoje eles já podem contar com ferramentas de controle de estoque para ajudar e facilitar ainda mais esses processos. São elas: 

#1. Sistema ERP com controle de estoque integrado

O ERP (Enterprise Resource Planning), conhecido também como Sistema de Gestão Empresarial, é uma ferramenta que possibilita aprimorar a inclusão dos dados e o fluxo das informações. Com o auxílio do sistema, o profissional consegue conduzir o negócio com mais segurança, além de permitir uma tomada de decisões mais estratégicas.

Uma bom sistema ERP deve permitir a elaboração de inventários e facilitar as análises desempenho de cada item no estoque.

#2. Inventário (Giro de Estoque)

Avaliar o Giro de Estoque é uma ação que permite ao profissional saber quantas vezes o estoque foi reabastecido. Também, se existem produtos com pouca saída ou insumos estagnados nas prateleiras. O cálculo é feito pela soma dos itens que saíram,  dividido pela média de estoque.

#3. Modelo de reposição de estoque Just in time

O termo just in time significa “no momento exato”. Esse modelo de reposição de estoque implica em reduzir os custos de produção ao máximo, só para manter uma quantidade de insumos e produtos capaz de atender à demanda.

#4. Modelo de movimentação de estoque UEPS

UEPS, que significa “último a entrar, primeiro a sair”, é um modelo de movimentação de estoque bastante utilizado por quem não trabalha com produtos perecíveis. Aqui, os itens que entram por último nos depósitos são utilizados para mensurar o valor total de mercadorias armazenadas. 

#5. Modelo de movimentação de estoque PEPS

Diferente do método acima, o modelo PEPS significa “primeiro a entrar, primeiro a sair”. Ou seja, o conceito é de que são os produtos e insumos antigos que devem ser comercializados e utilizados primeiro. Esse modelo é indicado para as empresas do setor alimentício, que dependem de um prazo para repassar ou utilizar os itens. 

#6. Modelo de produção Lean - Kanban

Kanban é uma ferramenta de controle de estoque que utiliza de sinais visuais para otimizar as atividades. Os gestores podem aplicar esse modelo por meio de cartões coloridos ou post-its. Ao analisar a rotina dentro do estoque, de forma simplificada, fica mais fácil para o profissional ter um controle de produção, monitorar as funções e reconhecer os erros. 

#7. Gestão de custos com custo médio

Essa ferramenta consiste em identificar o valor dos produtos, insumos e materiais que foram vendidos e os que estão nas prateleiras. Para saber qual é o valor de cada item, o profissional deve dividir o saldo financeiro pela quantidade dos produtos. Ou seja, calcular o custo médio de cada elemento para saber o valor real do estoque.

#8. Curva ABC de produtos

Para manter o estoque mais organizado, a empresa pode realizar a classificação dos seus itens por grau de relevância. Esse método é interessante para ajudar a definir quais são os produtos e insumos que têm mais saída e/ ou são mais lucrativos, evitando assim a compra e o acúmulo de mercadorias que tenham baixo giro e/ ou rentabilidade.

#9. Controle de estoque por código de barras

O código de barras ajuda na padronização dos estoques. Permite que os profissionais registrem e quantifiquem os seus produtos e insumos com mais rapidez, o que ajuda a facilitar o trabalho e a qualidade das operações.  

#10. Supplier Relationship Management (SRM)

Supplier Relationship Management ou Gestão do Relacionamento com Fornecedores, é uma das ferramentas para o controle de estoque mais estratégicas. Isso porque, com um sistema SRM, fica fácil gerenciar as informações relacionadas a aquisição, venda e inventários. 

Esse conhecimento permite que os profissionais de gestão negociem com mais segurança junto aos fornecedores. Assim, ajudando para a redução dos custos e a qualidade dos produtos.
 
Percebe como a gestão de estoque é importante? Independente do ramo de atividade, ter controle sobre as mercadorias, insumos e outros materiais é o que vai definir se a sua empresa está preparada e se terá sucesso no mercado. 

Quando os profissionais compreendem a importância de controlar os seus estoques, e  quando utilizam as ferramentas certas, fica mais fácil para eles administrarem os seus custos, suprir as necessidades dos clientes e, consequentemente, destacar a marca entre as demais. 

Se você ainda não sabe como realizar o controle de estoques corretamente, experimente baixar essa planilha para otimizar as operações. É rápido, não têm custo algum e o material ajudará você a ter um estoque muito mais controlado. 



04 de Setembro de 2019

Tags:

Estoque Gestão Sistema Controle Ferramentas

Orçamento por Telefone

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo:

Solicite uma demonstração

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo: