Facebook

Horas Extras: uma das maiores causas de processos trabalhistas

Aprenda a evitar processos trabalhistas relacionados as horas extras!
 
Por muitos anos as horas extras lideraram o ranking de processos trabalhistas, após a reforma da CLT (Consolidação de Leis Trabalhistas), o número diminuiu consideravelmente, mas ainda é um dos assuntos mais recorrentes no Tribunal da Justiça do Trabalho.
 
Muitos empresários continuam perdendo bastante dinheiro por conta de processos trabalhistas. Para lhe ajudar a evitar esse tipo de processo, desenvolvemos este conteúdo, confira!
 

VOCÊ CONTROLA A SUA EQUIPE COM EFICIÊNCIA?
 
Com o aumento da equipe, da produção e das vendas muitas empresas perdem o controle no gerenciamento de pessoas. O aumento da jornada de trabalho, seja por minutos ou horas excedentes muitas vezes passa despercebido. Mas é fundamental considerar e controlar minuciosamente esse EXTRA e pagá-lo ao colaborador conforme a lei trabalhista assegura.
 
Até aí, tudo certo, o problema acontece quando o controle não é suficiente e não se consegue mensurar essas horas extras, o que muitas vezes leva o trabalhador à insatisfação.
 
Para facilitar o gerenciamento da sua gestão, disponibilizamos um Modelo de Controle de Horas.


INSATISFAÇÃO DO COLABORADOR

Como citado acima, a falta de controle pode gerar insatisfação dos colaboradores e diante disso muitos sentem-se inibidos em cobrar uma solução por medo de serem mau interpretados e de até colocar em risco o trabalho. Porém, com o passar do tempo, o acúmulo de horas acaba acontecendo e que muitas vezes só acabam sendo resolvidos em processos trabalhistas.
 
 
A CONTA PODE SER ALTA PARA O EMPRESÁRIO
 
Processos relacionados ao trabalho são familiares para muitos empresários brasileiros. A Justiça do Trabalho recebeu 3,9 milhões de novos processos em 2016. Conforme estatísticas do TST (Tribunal Superior do Trabalho), atualmente há 2,5 milhões de processos tramitando no Brasil.
 
O empresário poderá pagar um valor alto! Cada caso é único e é avaliado de forma particular, tanto para os valores a serem pagos, bem como, a multa indenizatória. Existem casos de empresas que tiveram que encerrar os serviços por prejuízos oriundos de diversas e consecutivas causas trabalhistas.
 
 
EVITE TRANSTORNOS A PARTIR DAS HORAS EXTRAS
 
Controle tudo e todos! Verifique periodicamente se os pontos estão sendo assinados ou em caso de ponto eletrônico se a emissão está correta. Não se pode esquecer de controlar os colaboradores que trabalham em feriados

 

Além do controle correto das Horas Extras para evitar processos, separamos mais 5 dicas relacionadas, que também podem gerar causas trabalhistas. Confira:

1 – Formalize um contrato de trabalho com o colaborador
É uma forma de garantir que no futuro o colaborador não alegue que desconhecia as regras da empresa.

2 – Registro na Carteira de Trabalho é fundamental
O documento afirma algumas informações já que está descrito a função, o salário, carga horária e datas de início e final do contrato. É importante destacar que o empregador não pode ficar mais de 48 horas com a Carteira do Trabalhador. Empresas que ultrapassem esse período estão sujeitas a multas e a pagamento de indenização ao colaborador.

3 – Pague o salário negociado e assinado na Carteira de Trabalho
Muitas empresas registram na Carteira um valor menor que o salário recebido pelo colaborador, a fim de driblar os encargos trabalhistas, esse é um dos motivos de muitos processos trabalhistas. Registre o que de fato acontece.  

4 – Efetue os pagamentos dos encargos
Para evitar que sua empresa seja processada, cumpra com os encargos tributários e sociais.
INSS, FGTS e IRPF (quando preciso) são básicos e devem ser realizados corretamente.

5 – Pagamento adicional
Se seus colaboradores desempenham atividades insalubres ou de periculosidade necessário realizar o pagamento adicional relativo a função.

 
Desenvolvemos uma planilha que vai ajudá-lo a controlar as horas de cada colaborador, dessa forma você conseguirá acompanhar a quantidade de horas extras de cada um e saberá exatamente o que deve paga a mais.
 

12 de Dezembro de 2018

Tags:

horas extras processos trabalhistas

Orçamento por Telefone

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo:

Solicite uma demonstração

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo: