Facebook

Nova planilha para o seu PCP: Controle de eficiência e produtividade

Os produtos que sua empresa oferece aos clientes são o seu grande orgulho. Mas nos últimos tempos você tem sofrido com o controle de produção? Sejam atrasos na entrega dos pedidos, estoque lotado mas que  falta o que é necessário, baixa produtividade, desperdício de insumos ou planejamento impreciso.

Todos estes fatores são capazes de tirá-lo do sério e prejudicar quem mais importa:
a satisfação do cliente! Até porque ninguém quer comprar um produto para recebê-lo atrasado ou diferente do que foi pedido.

A melhor maneira de acabar com a desorganização e ter uma estrutura que funcione é adotar um sistema de Planejamento e controle de produção (PCP). Conheça-o ao continuar a leitura deste texto.



Leia tamém:
 
- Planilha para Controle de Estoque
 - 7 dicas para melhorar seu relacionamento com clientes

  O QUE É PCP?



O processo de produção abriga uma longa linha de atividades, incluindo o planejamento, a aquisição de insumos, a utilização de recursos e a fabricação do produto.

Quando se trata de gerenciar esse fluxo, é preciso trabalho duro e ter concentração para lidar com tantas etapas. Dessa maneira surgiu a necessidade de uma metodologia que permitisse aos gestores colocar tudo em ordem. E esse sistema é o Planejamento e controle de produção (PCP).


Temos dezenas de materiais para melhorar seu dia a dia com administração. Acesse e baixe gratuitamente.


COMO O PCP PODE AJUDAR SUA EMPRESA?

Com prazos de entrega cada vez mais curtos e aumento da pressão sobre os preços, os desafios da sua empresa são altos e claros. E para manter-se competitivo é preciso otimizar a produção.  

O PCP ajuda a resolver esses processos complexos de gerenciamento. Ele envolve os trabalhos de alocar recursos humanos, insumos e equipamentos de maneira a otimizar a eficiência e atender às demandas dos clientes.

Baixe nosso modelo de Controle de produção:




Existem dois componentes que formam o Sistema de Planejamento e controle de produção: Planejamento de produção e Controle de produção. Conheça mais sobre eles abaixo.


PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO

Dentro de um negócio a produção é a fase mais agitada e desafiadora, pois é aqui que um produto ganha vida. Com o planejamento de produção, você é capaz de prever cada etapa do processo de transformar o insumo em um produto acabado. Todo esse fluxo de trabalho é um processo longo e requer atenção cuidadosa em cada etapa.

O planejamento envolverá a execução de tarefas no momento certo e sob a circunstância e ambiente corretos. Isso permite que você e seus gerentes tenham um alto grau de eficiência. Ele é capaz de responder suas perguntas sobre “o quê”, “como” e “quando” ao se tratar de executar uma tarefa específica.

É preciso entender que, durante essa fase, você está olhando para a visão de longo prazo do sistema de produção dentro do negócio. Dessa maneira é necessário garantir:

- A disponibilidade de materiais nas quantidades certas e na hora certa, o tempo todo;
- A utilização completa dos recursos, sejam eles humanos ou de equipamentos.

E para que os fatores acima consigam ser cumpridos é necessário que a estrutura do seu planejamento inclua:

●    Roteamento: É o caminho exato que os materiais tomarão enquanto estiverem na linha de produção. Toda a operação é cuidadosamente planejada e projetada e sua ordem sequencial  estabelecida e acordada. É nesse estágio que o uso de máquinas e mão de obra são levados em consideração;

●    Agendamento: Determina o tempo necessário em cada processo, incluindo a reserva de máquinas e recursos humanos para concluir cada tarefa. Esses passos individuais são então somados e o tempo total para a fabricação é definido;

●    Execução: Aqui é onde a prática do roteamento e agendamento ocorrem. Cada tarefa é realizada, colocando essas etapas em teste. O que já foi feito é comparado a um cenário ideal e novas simulações que possam ajudar futuramente são feitas com base nelas.  

CONTROLE DE PRODUÇÃO

Uma vez implementado o plano de produção, manter os processos gerenciados e  funcionando define o controle de produção. Isso garante que haja monitoramento tanto do fluxo de trabalho de produção quanto dos recursos que lhes são correspondentes.  

E importante: ajustes em caso de qualquer desvio podem ser feitos durante o controle de produção. Etapas e medidas podem ser antecipadas e postas em ação para que a produção tome sempre o caminho pretendido e estabelecido durante a fase de planejamento.

O controle de produção permite que sua empresa atinja o nível ideal de desempenho. Isso garante uma perspectiva qualitativa, podendo ajudar no impulsionamento das metas. Ter controle também garante que os processos projetados e definidos durante o planejamento permaneçam fiéis no curso da produção.

Ele visa:

- Regular o gerenciar o inventário da produção;
- Concluir e otimizar a utilização tanto de recursos como de tempo;
- Organizar cuidadosamente o cronograma de produção.


Kanban: conheça outro grande aliado no controle das etapas de produção
Esse sistema de produção lançou as bases da manufatura enxuta, mais conhecida como lean. Seu objetivo principal é minimizar o desperdício sem sacrificar a produtividade e assim criar mais valor para o cliente sem gerar mais custos.





Quando adotado, gerenciado e funcionando adequadamente, serve como um repositório de informações em tempo real, destacando gargalos no sistema e qualquer outra coisa que possa atrapalhar as práticas de trabalho.

Sua versatilidade permite que ele seja introduzido de forma incremental em todos os tipos de organização, sem choque cultural. Isso torna o Kanban fácil de implementar em qualquer tipo de organização, pois não há necessidade de fazer alterações abrangentes desde o início.

Do japonês, o Kanban é traduzido literalmente como 'placa de sinalização' ou 'sinal visual'. O quadro Kanban mais simples possui três colunas: "Solicitado", "Em Progresso" e "Concluído".

Ficou interessado em adotar o Kanban na sua empresa? Então conheça os seus quatro princípios.

Princípio 1: Comece com o que você faz agora
A flexibilidade do método permite que ele seja sobreposto em fluxos de trabalho, sistemas e processos existentes sem interromper o que já está sendo feito com sucesso. Por isso dá tão certo ao ser usado com o PCP! Naturalmente, ele destacará as questões que precisam ser abordadas e ajudará a avaliar e planejar as mudanças, de modo que sua implementação seja o menos perturbadora possível.

Princípio 2: Perseguir a mudança evolutiva
O método Kanban incentiva pequenas mudanças incrementais e evolutivas contínuas no processo atual. Em geral, mudanças radicais são desencorajadas porque geralmente encontram resistência devido ao medo ou à incerteza.

Princípio 3: Respeitar o processo, os papéis e as responsabilidades atuais
O Kanban reconhece que os processos, papéis e responsabilidades têm valor e, geralmente, merecem ser preservados. O método não proíbe a mudança, mas também não encoraja que ela seja muito grande.

Princípio 4: Incentivar atos de liderança em todos os níveis

Algumas das melhores lideranças vêm de atos cotidianos de pessoas na linha de frente de seus times. É importante que todos promovam uma mentalidade de melhoria contínua para atingir o desempenho ideal em um nível de equipe, departamento e empresa.

Quer ainda mais para ajudar a controlar, na prática, as ordens de produção da sua empresa? Então
baixe agora mesmo, este modelo de planilha.



Com certeza ele vai ajudar em cada fase produtiva!






 

21 de Maio de 2019

Tags:

pcp controle de producao gestao izy sistema para pcp software para pcp programa para pcp software para producao pcp industria sistema de gestao online

Orçamento por Telefone

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo:

Solicite uma demonstração

Solicite nosso contato preenchendo o formulário abaixo: